Manchas nos instrumentais: quais são as causas e como prevenir?

Manchas, descoloração e corrosão de instrumentais cirúrgicos são problemas sérios para as unidades de saúde, pois denunciam algumas falhas

O avanço da tecnologia tem permitido que cada vez mais cirurgias possam ser realizadas, o que acaba beneficiando muitos pacientes que necessitam passar por esses procedimentos. No entanto, problemas nos instrumentais cirúrgicos, como a deterioração, perda da funcionalidade e segurança, devido as suas reutilizações, podem prejudicar a saúde dos pacientes.

Manchas, descoloração e corrosão de instrumentais cirúrgicos são problemas sérios para as unidades de saúde, pois denunciam algumas falhas.

Por exemplo: pinças hemostáticas, tesouras e bisturis podem se tornar imprecisos, quebrar durante a realização de uma cirurgia, devido ao alto nível de corrosão, ou até mesmo abrigar biofilme bacteriano. E isso tudo pode resultar em uma vida útil menor do instrumental, que resulta em um aumento dos custos, além de provocar danos à saúde.

Entretanto, esses problemas podem ser evitados, monitorando o método de processamento dos instrumentais e analisando suas possíveis causas. 

Agentes Causadores

Quando aparecem manchas em um instrumental, é essencial que se encontre a sua causa.  Colocamos aqui os principais parâmetros e condições que devem ser observados por aqueles que manuseiam e cuidam da limpeza e esterilização dos instrumentos cirúrgicos.

  • Depósitos minerais de água: manchas minerais de água podem ser evitadas com o uso de água deionizada ou filtrada no enxágue final. A utilização de agentes químicos de limpeza pode evitar a formação de depósitos minerais durante o ciclo de lavagem. Entretanto, eles podem por si só causar manchas caso não sejam tolerantes a água sólida;
  • Taxa de diluição incorreta: o uso de agentes químicos de limpeza fora das taxas de diluição recomendadas pode causar manchas. A máquina de lavagem deve ser mantida com as quantidades apropriadas de agentes químicos de limpeza, suficientes para o devido funcionamento;
  • Remoção insuficiente da sujidade: manchas resultantes de uma insuficiente remoção de sujidades podem ser evitadas através da utilização de agentes químicos de limpeza. Novamente, é importante utilizar a taxa de diluição correta e que não exceda àquela recomendada pelo fabricante. A utilização de enzimas pré-saturadas é recomendada para a remoção de sujeiras de proteínas iniciais;
  • Resíduos de vapor: as manchas resultantes das impurezas do vapor podem ser evitadas controlando a qualidade do vapor. Isto pode ser feito através do monitoramento diário da qualidade do vapor e da água. A manutenção inadequada do gerador de vapor pode permitir que os agentes químicos da fervura sejam levados para dentro do sistema de vapor, o que acarretará no surgimento de manchas nos instrumentais. Também é importante realizar a limpeza de qualquer filtro e sifão que estejam associados com o equipamento de esterilização a vapor;
  • Solução de limpeza alcalina: algumas lavadoras utilizam detergentes altamente alcalinos, com enxágue final ácido para neutralizar a alcalinidade. Geralmente as manchas encontradas nessas lavadoras são pretas ou azuladas. A cor preta é um resultado da alcalinidade do detergente não suficientemente neutralizado. A cor azulada é o resultado da super neutralização da alcalinidade e pode aparecer após o processo de esterilização. Para evitar descoloração dos instrumentais nesses sistemas, é importante garantir que a alcalinidade seja a correta. 

Isto pode ser feito determinando o pH da água de enxágue antes que ela seja utilizada e verificando novamente seu pH após o enxágue. Caso o pH do enxágue seja de 0,5 unidades a mais do que era inicialmente, a alcalinidade não está sendo corretamente neutralizada. Nesses casos, a quantidade de neutralizante da máquina deve ser aumentada. Caso o pH do enxágue seja de 0,5 unidades a menos do que era inicialmente, a alcalinidade está sendo super neutralizada e a quantidade de neutralizante na alimentação da máquina deve ser diminuída. Caso o pH do enxágue seja de 0,5 unidades do seu valor inicial, a alcalinidade está sendo apropriadamente neutralizada. 

Manchas, descoloração e corrosão podem surgir por diversas razões, mas podemos evitar esses problemas, simplesmente realizando um correto processamento e tratamento dos instrumentais.

Fonte: Sispack Medical

Artigos relacionados

  •  +55 11 2365-4336

  • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

  • Estamos em  São Paulo

  • Alameda dos Maracatins, 1217 - Conj. 701
  • Indianópolis - São Paulo - SP

Cadastre-se em nossa newsletter

Nos conte o seu nome :)
Acho que existe algo errado em seu e-mail.

Olá, esse é o canal via Whatsapp da Medical Fair Brasil. Aqui você tira dúvidas sobre assuntos como: inscrição, quero expor, palestras e assuntos relacionados a feira.

WhatsApp
Close and go back to page